Sustainable SITES Initiative - SITES®: paisagens mais sustentáveis

Desempenho com um design inovador

Em todo o mundo, existem alguns projetos que estão ajudando a impulsionar a sustentabilidade além do edifício, o chamado “beyond the building“.

O chamado local sustentável não só eleva o valor das paisagens no ambiente construído, mas otimiza recursos – como água, solo, vegetação – e faz com que o impacto causado nos arredores seja o menor possível.

Um ecossistema saudável é aquele que funciona em equilíbrio, sem nenhum impacto negativo a seus participantes.

Quem pensa que ter um empreendimento sustentável é algo complexo, inacessível ou caro demais está enganado(a).


Existem maneiras inteligentes e simples de tornar um lugar mais energeticamente eficiente e certificadas internacionalmente.

Um exemplo é o SITES®, que oferece um sistema projetado para distinguir paisagens sustentáveis e medir seu desempenho.

Mas afinal, o que é a certificação SITES®?

De parques nacionais passando por jardins botânicos, museus e projetos governamentais, o Sustainable SITES Initiative – SITES® projeta, desenvolve e mantém paisagens sustentáveis.

Administrado pelo Green Business Certification Inc. (GBCI) – que é uma das principais organizações independentes na indústria global de negócios verdes, o SITES® é uma espécie de “complemento” ao sistema de classificação de edifícios verdes LEED do U.S. Green Building Council (USGBC).

Conheça mais sobre a certificação SITES®: em quais edificações pode ser aplicada?

O Sistema de Classificação SITES pode ser aplicado a projetos localizados em lugares  com ou sem edifícios, incluindo:

  • Espaços abertos—parques locais, estaduais e nacionais; jardins botânicos, arboretos
  • Paisagens de rua e praças
  • Comercial—áreas de varejo e escritórios, campi corporativos
  • Residencial – bairros ou pátios individuais
  • Educação/Institucional—campus públicos e privados, museus, hospitais
  • Projetos de infraestrutura
  • Projetos governamentais
  • Projeto industriais

Como funciona?

O SITES®  funciona como um sistema de pontuação.

À medida que os créditos são atendidos, mais a edificação pontua.  São 200 pontos possíveis – e a classificação do empreendimento varia de acordo com o nível de pontuação atingido.

Quanto mais alta a pontuação, maior o nível da certificação. Confira os tipos abaixo:

  • 70-84 pontos (SITES® Certified)
  • 85-99 pontos (SITES® Silver)
  • 100-134 pontos (SITES® Gold)
  • 135+ pontos (SITES® Platinum)

 

Quais são as categorias analisadas?

O empreendimento é avaliado nas categorias abaixo:


Seção 1: Contexto do Terreno

Seção 2: Avaliação Pré-Projeto + Planejamento

Seção 3: Projeto do Terreno – Água

Seção 4: Projeto do Terreno – Solo + Vegetação

Seção 5: Projeto do Terreno – Seleção de Materiais

Seção 6: Projeto do Terreno – Saúde Humana + Bem-estar

Seção 7: Construção

Seção 8: Operação + Manutenção

Seção 9: Educação + Monitoramento de Desempenho

Seção 10: Inovação ou Desempenho Exemplar

O que - e quais - são os pré-requisitos e créditos?

Cada uma das áreas acima possui pré-requisitos e créditos. Os Pré-Requisitos são ações obrigatórias e, o não cumprimento, inviabiliza o recebimento da certificação. Os créditos são ações sugeridas para cada área e, à medida que estas ações são cumpridas, o empreendimento recebe uma pontuação.

O Sistema de Classificação do SITES v2 é composto por 18 pré-requisitos e 48 créditos totalizando 200 pontos para medir a sustentabilidade do projeto.

Além disso, temos os chamados pontos de bônus, concedidos aos projetos que empregam estratégias de desempenho inovadoras e exemplares (consulte a Seção 10: Inovação + Desempenho Exemplar). Ao fornecer medidas de desempenho em vez de prescrever práticas, o SITES apoia as condições únicas de cada local e incentiva as equipes de projeto a serem flexíveis e criativas ao projetar e desenvolver paisagens bonitas, funcionais e regenerativas apropriadas a seu contexto e uso pretendido.

Alguns SITES® pelo mundo…

Foi o caso do projeto do Chicago Navy Pier, que recebeu a certificação SITES Gold, tornando-se o primeiro projeto sob a v2 do sistema de classificação a obter a certificação no nível Gold.

A renovação fez de Chicago Navy Pier não apenas um destino de classe mundial, mas também um centro de atividade e cultura ligado à essência que é Chicago.

O projeto usa irrigação por gotejamento altamente eficiente para atender 100% de sua demanda com água da chuva captada, e também estima uma redução de 60% no consumo de energia através da incorporação de componentes de iluminação, bombas, aeradores e transformadores energeticamente eficientes.

Imagem: Chicago Navy Pier – https://navypier.org/listings/listing/centennial-wheel

A Universidade do Texas em El Paso (UTEP) é um centro educacional que transformou o seu campus de um ambiente dominado pelo asfalto, em uma convidativa paisagem comunitária que reflete a beleza do deserto de Chihuahuan, aumentando a área vegetativa do local em 60% através do projeto de Transformação do Campus da UTEP (CTP).

Em julho de 2016, o CTP recebeu o SITES Silver, tornando-se o primeiro projeto certificado na v2 do SITES Rating System.

Imagem: The University of Texas at El Paso’s – https://sustainablesites.org/university-texas-el-paso

Já o Washington Canal Park, referência em sustentabilidade, conquistou as certificações SITES e LEED Gold e se firmou como um ponto de encontro social.

Imagem: Washington Canal Park – https://www.usgbc.org/projects/washington-canal-park-0

Como fazer para obter a certificação SITES®?

As certificações seguem um passo-a-passo criterioso. E você pode contar com a ajuda do nosso time em todos eles.

1) Primeiro, é feita uma Definição da tipologia a ser adotada;

2) Depois é feito o Registro do projeto através da plataforma SITES online.

3) Depois, partimos para a Reunião de toda a documentação: durante o desenvolvimento dos projetos, bem como durante toda a duração da obra, deve-se documentar de acordo com os padrões da certificação, todos os pré-requisitos e créditos do SITES®.

4) Submeter a documentação. O consultor, responsável pelo processo de certificação, deve submeter a documentação na plataforma  SITES online.

5) Análise da documentação. Após o envio da documentação de cada uma das etapas, o revisor do GBCI analisará a documentação e, se necessário, solicitará esclarecimentos ou informações adicionais. 

 

6) Certificação: Após a conclusão da análise documental, é divulgado o resultado das análises dos pré-requisitos e créditos e, o mais importante, o nível da certificação obtida.

Quanto custa?

Os custos da certificação são tabelados e variam de acordo com o tipo de submissão e os descontos são aplicados aos membros USGBC. O empreendedor deve considerar dois custos: o custo de contratação de uma consultoria para acompanhar e gerenciar todo o processo de certificação e o custo das taxas de certificação, pagas em dólares (confira em https://www.sustainablesites.org/certification-guide)

Nossa metodologia: garantia de bons resultados

Há 10 anos, a Ares Sustentabilidade é referência em reunir quem entende para ajudar seu empreendimento a se adequar, passo-a-passo, às mais exigentes certificações do setor.

Montamos um time de profissionais extremamente capacitado para ajudar em absolutamente todas as etapas da obtenção do certificado para que sua empresa não tenha nenhum problema.

Desde uma criteriosa análise na definição e tipologia do empreendimento, passando pelo acompanhamento, orçamento e aquisição de sistemas, equipamentos e materiais com especificações exigidas pela certificação.

Além disso, damos total suporte na parte de registro, análise dos projetos e documentação conforme as normas admissíveis a eles.


Com uma metodologia base bem definida, adaptamos as etapas de cada uma à realidade de cada cliente. 

Você delega para quem já faz isso há anos - e não precisa se preocupar mais.

Alguns de nossos clientes e parceiros